segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Os Quatro Cavaleiros do Apocalipse Now ou mais daqui a pouco ou numa televisão perto de sí

Não é por ter saído um novo filme nos cinemas acerca do calendário Maia que este post se debruça. Nós aqui baseamo-nos em cenas palpáveis. Mais palpáveis que a nova capa da playboy, porque, sinceramente, essa fica muito aquém daquilo materialmente palpável.

Existem quatro cavaleiros do apocalipse. Esses indivíduos, se lhes podemos chamar tal, não são os precursores, mas sim o sinal de que a humanidade está no fim. passo a citar:

O número quatro na simbologia numérica bíblica representa quadrangulação em simetria, universalidade ou totalidade simétrica[4] como em quatro cantos da Terra, quatro ventos. Vemos isso também em outros textos (Revelação 4:6; 7:1, 2; 9:14; 20:8; 21:16), provavelmente tornando esses quatro Cavaleiros parte de um único evento relacionado. E blá blá blá etc and so on.

Conquista: a degeneração do prime-time nas tvs para novelas de teor fecal.

Guerra: o atrofio da Manuela Moura Guedes com a direcção da TVI.

Fome: a inflação galopante e cada vez o Natal mais perto o que implica compras para toda a família.

Morte: a reunião dos D'zrt e consequente edição de mais um cd.

Meus caros, tirem todo o dinheiro do banco. Comprem comida em lata, construam bunkers no jardim e vão a Fátima pôr uma velinha. Esqueci-me de falar da gripe A? pois foi. Mas isso não interessa para novelas. Só para telejornais e pasquins.

O FIM ESTÁ PRÓXIMO!!

5 comentários:

Trambolho ao Postigo disse...

O fim está próximo e eu sou testemunha disso. Ontem vi parte de uma novela portuguesa em que a protagonista é a actriz que fez de Amália e caramba que aquilo é um sinal divino do horror. Rezei tão fervorosamente pelo fim do mundo para me salvar daquilo que tenho a certeza que a minha ida a Fátima em barbatanas nem vai ser necessária.

makro disse...

com 100 co@#" da mana às costas. Mas esses merdas ainda não morreram?

makro disse...

Mas que cócó. Maior que a tipa da Frace.

cerise disse...

ta gueule.

Anónimo disse...

Hello. And Bye.