segunda-feira, 31 de outubro de 2005

Prémio rodapé da TVI Vol.III - O pai principe cão raivoso espanhol.

"Anda cá qué dou-te uma trinca"


Notícia: a Letízia já desovou um rebento.
Caricáto: A criança acabou de nascer, o principe das Astúrias dirigiu-se, como é normal, à imprensa para revelar o ocorrido.
Rodapé da TVI: pai baboso fala para a imprensa.
Eu fiquei a imaginar: quereriam eles dizer "pai babado"? Instântaneamente passou-me pela cabeça a imagem do principe espanhol (adoro espanhóis, os meus preferidos são fritos e bem passados) a babar-se qual bulldog com raiva.
Enfim, o que é preciso é que a TVI nos continue a levantar o moral com estes comentários fantásticos.
Já agora, o homem chama-se Felipe de Bourbon. Nome no mínimo sugestivo. Parece que a cria vai-se chamar Whiskei.
Homessa..

J.C. esse bacano do camandro Vol. IV


"Vá lá... Não custa nada e eu dou-te um saco de caramelos espanhóis que fui ontem comprar a Badajoz..."

Outro lésbico!

A minha orientação sexual é NORTE; Suecas, Dinamarquesas e Norueguesas.

Tradições!!!?

Nestes últimos dias o meu orgulho exacerbado de ser Português, aquele que colocou bandeiras nas janelas e varandas, tem ganho proporções que nunca imaginei!
É tão bonito ver os putos vestidos de preto, com caixinhas com velas, com abóboras cortadas em forma de caraça, batendo as portas e a pedir doces... a fazer diabruras, a assustar os outros!
É tão lindo o halloween, essa festa tipicamente Portuguesa!!!



p.h.

..E eu também!! E eu também!

"antes de adormecerem, as duas manas não notaram que a cor dos cortinados destoava com a do edredon"



Já que estamos numa de desafogar, eu digo: também sou muita lésbico!!
Diria até mais: somos ambos os dois.

Sou Lésbico!!!


Hoje apeteceu-me gritar ao mundo!!!
Sou lésbico...sou lésbico!!!
E não tenho vergonha disso...



p.h.

Ambição parte II

sábado, 29 de outubro de 2005

Revistas da "socialité" Vs feromonas

Não leio as chamadas revistas do jet-set, Caras, Nova Gente, etc.. aliás, nunca entendí o sentido da existência de táis revistas. Pensava eu que eram tratados de futilidade sem o menor interesse possível para gente fútil e sem o menor interesse possível (sem contar com o silicóne) - até ao dia em que peguei numa.
Estava tremendamente enganado acerca de táis revistas. Elas têm utilidade, contudo, não visível para olhos não treinados.
Sabem o que são feromonas?
São hormonas sexuáis, digamos, é o modo de os animais espalharem a sua situação sexual.
Pois então: as revistas da "socialité" estão para o jet-set tal como os postes e pneus estão para os cães, sebes para os gatos, acácias para os rinocerontes e a t.v. para o Zé Castelo Branco.
Como é sabido, as feromonas da nossa espécie há muito que perderam a sua perfeita funcionalidade, daí o Homem, tal como lá diz o ditádo " a necessidade é a mãe de todas as invenções" inventou as revistas da "socialité".
Alguma vez viram uma entrevista a uma tal senhora frequentadora do jet-set a dizer :estou só, divorciei-me- que significa isto? "Machos, corram para a minha porta! Estou receptiva"!
Um senhor indivíduo a exclamar: gosto muito da Mimi, é a mulher dos meus sonhos - significa: "epá, por agora estou ocupado, quem sabe, no próximo mês abro vaga".
Uma shora idosa a dizer: estou sozinha mas gosto, a minha vida agora é dedicada aos meus netos- significado - "meus caros, fechei a loja, chegou-me a menopausa".
Enfim, eu que pensava que táis revistas eram treta pura mas é um modo de enviar códigos secretos entre essa espécie que frequenta festas cujo propósito é ver e ser visto, dar à lingua e beber champagne por uma flute, comer caviar e pensar no mundo como um mar côr de rosa.

sexta-feira, 28 de outubro de 2005

Abriste a Tampinha do meu coração!

O gajo que teve a brilhante ideia de “escrever” frases bonitas no interior das tampas dos iogurtes devia ganhar o prémio de ideia brilhante, atribuído pela associação responsável para a atribuição de prémios a gajos com ideias brilhantes!
Acho que esta ideia pode vir a por fim a todo o tipo de relações pessoais ou amorosas, basta comprar um iogurte e já temos um beijinho, um abraço, uma frase romântica, algo a dizer que gosta de nós...que somos especiais...
Defensores do casamento tradicional, já repostaram a dizer que eram frases frias, que nunca iriam substituir o abraço caloroso de quem dorme ao nosso lado.
Mas quanto a isso sugiro que não guardem os iogurtes no frigorifico, assim as frases ao menos ficam...Naturais!!!
Eu já decidi, não quero mais namorada... de hoje em diante, só iogurtes!!!



p.h.

p.s. já abri um que dizia adoro-te!!! Toma e embrulha!

Freud

Na falta do seu Português Suave sem filtro, Sigmund lá se contentava com um Cohiba..


Freud, esse brilhante psiquiatra, pai da psicanálise, da procura das tendências e das influências mergulhadas e reprimidas no inconsciênte do indivíduo. Tinha uma enorme panca com o sexo... Para ele, a razão de tudo qual é?
Simples: SEXO.
Não lhe quero tirar nenhum louvor, mas para mim, a psicanálise entrou em alta a partir do momento em que as pessoas deixaram de ir ao confessionário.

Aumentar? Para onde?

As minhas suspeitas confirmaram-se. Cavaco Silva encontra-se possuído por D. Sebastião!
Duvidam? Então como se justifica o slogan de campanha? Portugal Maior.
Aumentar o território nacional era um desígnio no século XVI.

quarta-feira, 26 de outubro de 2005

Portugal

Num destes dias, lá vinha eu andando melancólicamente pela rua, assobiando exitos de revista dos anos 60, com o respectivo cuidado de não pisar o merdum dos canitos na calçada. Olhei para o lado e que vejo eu? UM MERCEDES TOPO DE GAMA!!! UM CARRÃO DESCOMUNAL!!
Pensei para mim, este carro é de gente cheia de papel, vou olhar pró lado porque de certeza que aquele carro já trás uma gaja perdida de boa no banco do "morto".
Meu espanto: era de um casal normal que estava a piquenicar na beira da estrada uma bela sandes de courato acompanhado por uma mini...
Os especialistas gostam de sublinhar que somos um país pobre com hábitos de gente rica. Não produzimos; consumimos. Sobretudo o que não produzimos.
Certo, certo. Mas o problema, aquí, não é exclusivamente económico.
É histórico. Melhor ainda: sentimental. O problema português é um problema de sucesso e do inevitável crepúsculo deste. Séculos de domínio dos mares, séculos de império, séculos de poderío hoje reduzidos a um rectângulo chamado Portugal.
Continuamos, dramáticamente ocupados com a nossa "identidade" perdida suspirando pela grandeza anteriormente tida.
Razão: comportamo-nos como famílias aristocráticas, na impossibilidade de não podermos comer faisão ou javalí em molho de trufas, atacamos o bitoque com talheres de prata.

A pele

Nu. Cru. Ou apenas saudade.
Quem toca deixa rasto. Quem olha sente.
Será a nossa pele mais do que um caminho, para aqueles que passam pela nossa vida?

Embargo...?

Com todo este alarido por causa das constipações das aves, há certas medidas que já deviam ter sido tomadas...

Para quando fechar as fronteiras?!?!
Para quando PROIBIR a entrada e saída das aves migratórias?!?!

É por estas pequenas medidas que vamos evitar o espirro e a ranhoca dos nossos canários!!!


p.h.

segunda-feira, 24 de outubro de 2005

Idade

Há quem pense na idade e tenha medo desta. Neste pacote encaixam-se muitas mulheres e, também cada vez mais, muitos homens: é o botox, peeling's, cirurgias e cremesitos banhas da cobra que lhe tiram muitas centenas de euros da carteira. Será sindroma Peter Pan? Medo de ficar flácido e com rugas?
Há quem pense que a idade é uma cruz.
Estão redondamente enganados.
É, simplesmente, um par de pregos.
O que interessa é o que se faz com eles.

sexta-feira, 21 de outubro de 2005

Cientista da Al-Qaeda encontra origem do Vírus da Gripe das aves


Cientistas ligados a Al-Qaeda, encontraram a origem do Vírus H5N1.
Estes cientistas dizem que estes maléfico vírus foi contraído por Perus no dia de Acção de Graças nos Estados Unidos, após contacto com um dos membros da família Bush.

Momento Cóiltoral: A Maçonaria.

"Hoje sou eu que lavo a loiça!!"



A maçonaria remete ao nome maçon, ou seja, pedreiro. Trata-se de uma organização mais ou menos secreta. Tem por lema a igualdade, fraternidade e liberdade. Esteve por trás das cortinas na revolução francesa. Acreditam num Arquitecto Omnipresente e Omnisciente (noutras palávras Deus mas não no seu sentido lato).
Surgiu como um modo de a burguesía adquirir poder numa altura em que apenas quem tinha sangue azul tinha o direito a falar.
Resumindo, todos nós, quando crianças, brincamos aos papás e às mamãs. Fingimos que temos uma casa, cozinhamos e usamos avental. Enfim, uns crescem e outros gostaram tanto do avental que entram para as lojas maçónicas.
Outra coisa, o Tipo(sem faltar ao respeito..ultimamente têm-me chegado a casa ameaças de um gajo chamado Bento XVI) se é que existe, pode realmente ser um grande arquitecto. Olhemos para os grandes monumentos naturais e veremos. Contudo é também um grande sádico pois, quem faria um camarão ou gamba tão deliciosa mas no entanto tão difícil de descascar? Diria até mais, o camarão é mái bom cá óstia!
E mái nada!

Nova Chicotada Psicológica em ALVALADE


A crise não teme em passar lá para os lados de Alvalade, eis que chega a notícia de nova chicotada psicológica, em tempo de comemorações do seu 1º centenário.
Desta feita a demissão é por parte do leão, que se quer demitir, deixando assim de ser o logótipo do clube, por não ter condições psicológicas para o continuar a ser. Segundo rumores vindos lá dos lados de Alvalade o leão irá ser substituído por uma galinha, mas esta ainda se encontra em confirmação devido a gripe das aves que teme em chegar a Portugal.

Belly.ache or heart.ache?

A dignidade da vida humana foi desde sempre, um valor irrefutável e inegável para todos os seres humanos. Todos somos iguais. Todos valemos enquanto homens. Todos merecemos respeito. Todos dispomos do livre-arbitrío. A estes princípios chamamos de direitos humanos. Foram necessárias muitas décadas de luta, para que actualmente possamos desfrutar plenamente/universalmente destes direitos. Ou assim deveria ser, pelo menos.
Mas o problema que nos surge, neste momento, exige uma reflexão sobre estas normas: será que a par de defendermos que a vida humana deve ser criada com dignidade, conseguimos fornecer as condições necessárias para garantir esta mesma dignidade? Que fazer relativamente à interrupção voluntária da gravidez, quais os valores a defender, quais os factores a considerar? A questão do aborto conta-se entre os assuntos mais prementes e controversos das sociedades desenvolvidas. Mais difícil ainda, será abordá-lo na nossa sociedade em especifíco. E urge chegar a um consenso.
Penso que nenhum ser humano se afirma a favor do aborto, de uma forma indiscriminada. Isso seria ir contra o respeito pela própria vida. Numa outra perspectiva, conceder às mulheres a liberdade de determinar as condições para receber uma nova vida e a possibilidade de interromperem a gravidez dentro de parâmetros legais e de forma segura, é revelador de uma grande tolerância e humanidade. A criminalização do aborto não impede que este se realize em grande número de forma clandestina. As mazelas físicas e psicológicas são inevitáveis, e muitos são os casos em que as mulheres morrem devido a condições de higiene precárias ou sofrem danos irreversíveis, como a esterilidade.
Na iminente possibilidade de realização de um referendo ao aborto pelo governo português já no próximo mês de Novembro, parece-me pertinente reflectir sobre esta temática. Mais tolerância e menos hipocrisia, precisam-se.

quinta-feira, 20 de outubro de 2005

Dúvida


O anúncio de hoje, dissipou a dúvida que atormentava meia dúzia de portugueses (ou talvez menos). A mim criou-me outra: por que raio é que D. Sebastião, depois de séculos de ausência, escolheu o corpo de Cavaco Silva para falar aos portugueses.

quarta-feira, 19 de outubro de 2005

Diário dos Últimos Dias do J.C.

Sábado,28 de Março
Caro Jacobias:
Não esquecer:
-Acabar de lixar a mesa e as cadeiras para o Senhor Deordábio da mercearia.
-Comprar umas sandálias novas, um burro e pagar as quotas do Galileia Futebol Clube - amanhã jogamos contra o Jerusalense F.C.

Domingo, 29 de Março
Caro Jacobias:
-A viagem foi uma seca. Só ví cactos e lagartos pelo caminho.
-O Galileia levou três secas. O árbitro roubou comó camandro. Deviam crucificá-lo, como fazem aos ladrões, velhacos, etc.
-Jerusalém é giro. Há cá um festival. Vou cá ficar uma semana. O Simão Pedro, o André, o Tiago, o João, o Filipe, o Bartolomeu, o Tomé, o Mateus, o Tiago Alfeu, o Judas Tadeu, o Simão "Zelote", e o Judas Iscariote-malta da claque-ficam comigo.

Segunda, 30 de Março
Caro Jacobias:
-Acordei tarde. O concerto de ontem foi demais.
-Estive a conhecer a cidade. É um caos. As ruas são estreitas e fiquei uma hora parado no trânsito. Estou com dor no cóccix que nem posso.

Terça, 31 de Março
Caro Jacobias:
-Comprei uma albarda almofadada para o meu burro.
-Hoje tocam os Jesus & Mary Chain.

Quarta, 1 de Abril
Caro Jacobias:
-Dia das mentiras. Passei pela porta do templo, disse aos fiéis que era filho de Deus e eles cairam que nem uns patinhos.
-Estou quase sem dinheiro. Ainda por cima hoje o jantar é por minha conta
-Não esquecer de comprar 13 carcaças e uma garrafa de vinho para o jantar.
-O Judas - o Iscariote, o outro é um porreiro- anda estranho. Durante o jantar não me tirou os olhos de cima. Começo a desconfiar qe ele joga para os dois lados.
-O pão não me caiu bem. Vou apanhar um bocado de ar até ao Monte das Oliveiras.
-Bolas! O Judas seguiu-me. O tipo apanhou-me distraido e deu-me um beijo na cara. Leva-me uma asevia que anda à roda durante uma semana...

No Comments


"Quê?? O Dias da Cunha despediu-se? E agora quem vai inventar teorias de conspiração para os X-Files? O Octávio Machado??"

terça-feira, 18 de outubro de 2005

Sonho de uma noite de Outono

Hoje sonhei com um dos mais belos contos de Hans Christian Anderson: O patinho Feio!
É uma bela história moralista. Ensina a não olharmos às aparências. Devemos olhar para o interior das pessoas. Ensina a não julgarmos as pessoas a priori.
Sonhei que era um cisne também. Deslisava pela água fresca como um bailarino. Mergulhava na água fresca. Tinha por companhia muitas aves aquáticas de muitas espécies e cores.
Acordei e fugí para o Hospital..pelo sim pelo não, como isto anda com a gripe das aves, mais vale não correr riscos.

segunda-feira, 17 de outubro de 2005

A felicidade..

Jámais acreditei na derradeira felicidade. O paraiso e a vida eterna.. Em especial para os islamistas.. Se o paraiso é assim como dizem eles, com 77 virgens para cada, de certeza que não existiam tantos cá em baixo.
Eu acredito na felicidade do dia-a-dia, a felicidade das pequenas coisas.
Hoje tive um momento de grande felicidade, o Peseiro tentou-se despedir e o Dias da Cunha não deixou.
Fiquei feliz. Não é por ser benfiquista...bem, acho que talvez conte um pouquinho.

dúvida!!!

Existe uma marca de produtos de beleza, (que por questões de publicidade não vou dizer que é a Loreal), que está a lançar um novo tipo de gel...resistente à água!!! E é mesmo essa a minha dúvida!!!

Como raio vamos tirar do cabelo aquela porcaria?!?!

Sim porque se resiste à água não vai sair ao lavar, né?!?!...



p.h.

Geração bué da fixe

Tenho passado um bocadinho das manhãs a ver os Morangos com Açúcar.
Entre uma dentada na fruta e uma bolacha, mastigo a série que faz sucessonos lares portugueses, agora em dose dupla na TVI. Eu percebo a malta jovem: as férias de Verão já vão longas, a Playstation está racionada e entre asbrasas dos incêndios e as brasas dos Morangos, escolhem as segundas.
A série propriamente dita tem tudo para fazer sucesso, dos 7 aos 77, como o Tintim. Desde logo, o enredo é simples, básico: as gajas e os gajos que secomem ou não se comem, a escolha entre o amor e a carne, técnicas de engate,borgas com sumo de laranja, um cheirinho a putos perdidos na droga, famílias problemáticas com divórcios, madrastas, betos, pais coitadinhos, tudo muitolimpinho e umas cabecinhas de ar a condizer. Ah! Também tem umas criancinhasidiotizadas, de produção bem portuguesa.
Pelo meio, ensinam-se umas quantas coisas politicamente correctas, tipo discurso de Miss Universo sobre a guerra e a paz no mundo. Coisas vagassobre o racismo, o sexo seguro, o respeito à diferença. Ensinam-se tambémcoisas más, como o desenrasca, a deslealdade, a trafulhice, o parecer antes do ser, a desresponsabilização. Ensinam-se tiques, também, palavras giras,tás a ver?
A par dos Morangos, e à custa da passagem pela série, anda também por aí umabanda de jovenzinhos musculados, «bons comó milho», a correr Portugal. A cantar, diz-se. Uma amiga foi ver os D´Zert - é assim o nome do grupo - auma praça de Touros e viu o que julgava impensável: milhares lá dentro,centenas cá fora, os rapazinhos muito profissionais e melosos e as rapariguinhas aos gritinhos, algumas das quais atirando soutiens ecuequinhas. Com papás a ver.
Há uns anos vi uma coisa do género em Vila Real, andava Paulo Portas acorrer o distrito, tentando afirmar-se como líder. O final da jornada foi no salão de uma escola secundária. Quando o então líder do CDS subiu aoimprovisado palco, percebeu duas coisas: ou falava para o boneco ou mandavaa pequenada para a cama. Escolheu a primeira. A assistência eraesmagadoramente constituída por rapariguinhas em êxtase com a expectativa deverem...os Anjos. Quando Paulo Portas percebeu, já estava fora, meu!
Vieram os Anjos e lá voltaram a saltar as cuequinhas e soutiens, atirados de olhar lânguido, por entre peluches e cartas de amor. Estava lá tudo, tipofractura exposta: a puberdade atropelada, a adolescência iriçada. E os papása ver.
Os últimos anos trouxeram-nos o pontapé do Marco, a vitória do simplório Zé Maria, as vaidades e as cirurgias da Lili em directo, os artistas fast-foodda Operação Triunfo, o rústico Avelino elevado a celebridade, o Castelo-Branco suficientemente ambíguo para aberração de circo, Santana Lopes primeiro-ministro, os encornanços ao vivo com sotaque brasileiro eagora...os Morangos. Com Açúcar, pois, que a juventude formada (ou serádeformada?) pela TV, o CD e o DVD só quer provar o lado doce da coisa. Sem pensar nas consequências.
Não sei se já perceberam que, em Portugal, estamos a alimentar os burros apão-de-ló. Um dia, esta geração vai querer que continuem a ser os outros acomer a palha. E aí é que vão ser elas.
Artigo de Opinião da Visão (Miguel Carvalho)

domingo, 16 de outubro de 2005

Três razões para odiar a Branca de Neve

Era uma gananciosa-Aceitou logo a maçã e ainda por cima de uma bruxa.

Era uma intrusa- Chegou à casa dos sete anões e entrou lá sem mais nem menos.. é tudo nosso..

Era uma ingrata- Bastou o principe dar-lhe um beijo que ela foi logo com ele (ter-lhe-á cheirado a papel), deixando os sete indivíduos extremamente baixos a chuchar no dedo.

sábado, 15 de outubro de 2005

J.C. esse bacano do camandro Vol. III


Está a tornar-se um hábito meu escrever algo acerca do J.C. de vez em quando...deve ser tara.
Estava eu para aquí a pensar no maior best-seller de sempre (a Bíblia) quando me deparei com algo realmente comovente: a lavagem dos pés.
Jesus Cristo, na Última Ceia, lavando os pés dos apóstolos. Com o calor que faz na Palestina, com poeira, sandálias de couro e caminhadas de quilómetros, calos que pareciam o Evereste, unhas de ave de rapina, lavar vinte e quatro repugnantes pés deve ter sido uma tortura.

Ausente!

Hoje, estava comodamente sentado na minha poltrona, com os bugalhos inchados devido aos excessos da noite anterior...a verdade é que estava a tentar recordar pelo menos as pessoas com quem tinha falado!
Mas o importante é que nesse entretanto fui convidado a participar numa digníssima e erudita conversa via Messenger, onde já habitavam cinco pessoas... a palavra habitavam faz aqui todo o sentido dado a que alguns membros da conversa Habitam mesmo nesta casa!
O assunto era pouco importante, a troca de insultos, foi uma constante... mas de tudo isto, o que mais me estranhou foi que todas as pessoas participantes da conversa estavam ausentes! Pelo menos na sua definição de estado no Messenger!!!
Será que não estava lá ninguém?! Será que eu não estava lá?!
Sinceramente, eu gostava de saber para que raio serve o estado online no Messenger! Eu acho que nunca o devo ter usado!
Acho que é um trauma, será este problema grave?
Será que mais ninguém se importa de falar com pessoas ausentes e ser um ausente assumido?
Será que....
Desculpem...estou ausente!



p.h.

quinta-feira, 13 de outubro de 2005

Ambição





Ambição: s. f. Desejo imoderado de glória, fortuna, etc.: consumido de ambição. /Desejo, intenção: a ambição de servir o seu país. / Aspiração, pretensão, avidez.

quarta-feira, 12 de outubro de 2005

Lésbicas

Todos os homens alimentam fantasias eróticas em relação às lésbicas - pelo menos, até ao dia em que conhecem uma. Passa-se da ideia da mulher com tomates para a triste realidade do homem sem eles.

A Múmia

Soluções criativas

Admirável Mundo Novo

Assistir a filmes futuristas torna-se, para mim, um exercício de comparação curioso. Como não sou grande apreciador do género, vejo-os, sempre, com algum pragmatismo, em especial: o ambiente construído.

Assim, munido do meu espírito pragmático, “abalei pró cinema” ver The Island, que em português se intitula, estranhamente, A Ilha. (que saudades das traduções criativas!)
A motivação para um filme previsível? Ver Scarlett Johansson. Só por isso vale a pena, além de que, o bilhete foi grátis (o Interior tem destas vantagens).

O filme foi previsivelmente previsível. Em alguns aspectos baseado no Admirável Mundo Novo, que Aldous Huxley escreveu nos anos 30… muito actual!

A história remete-nos para 2019. Desenrolando-se a acção, parcialmente, no interior de um edifício, onde abundam uma “parafrenália” de soluções tecnológicas de encher o olho.
É neste cenário, supostamente de futuro, que, a páginas tantas, uma das personagens entra em trabalho de parto e é transportada numa cadeira de rodas. Até aqui nada de invulgar… pois, mas a cena seguinte, mais parecia o quotidiano de um deficiente motor, num dos “nossos” edifícios públicos. Não é que, senhora e cadeira tiveram de ser carregadas por dois marmanjos por uma escadaria acima! Em 2019.

Então o futuro será assim? Edifícios altamente tecnológicos, mas com barreiras arquitectónicas?
Será que o argumentista nunca ouviu falar em DESIGN INCLUSIVO.
Se não fosse a Scarlett….

terça-feira, 11 de outubro de 2005

Lucidez...

Apenas para terminar o assunto eleições... não resisto!

Que bonita imagem de democrata deixou o Decrépito Soares, ao apelar ao voto no próprio filho...Tudo isto é normal, não o tivesse feito num dia de reflexão e à “boca das urnas”!
Já nas legislativas quando entrevistado à porta de uma mesa de voto, apelou à maioria absoluta, mas agora ainda conseguiu ir mais longe, e apelou efusivamente ao Voto em João Soares.
O pior é que os gajos da TV tiveram de apanhar o Senhor logo nos dois momentos de falta de Lucidez...Que dizem que foram os únicos...mas eu já “começo” a duvidar!!!

ai ai...é a idade! Digo eu...



p.h.

segunda-feira, 10 de outubro de 2005

No Comments


...Epá... Nem sei o que dizer.
É por causa destas coisas que eu sou a favor da eutanásia...
Homessa..
...Anda um pai a criar um filho...

Bonança...

Ontem foi dia de eleições, em alguns casos os resultados foram "intempestivos"!!!! e... hoje esta a fazer trovoada!
Algo que contraria todos os ditados populares...
Depois da tempestade já não vem a bonança!

Hoje seria um segunda-feira como outra qualquer...
Mas a Chuva resolveu voltar!!!


p.h.

Festejar....

Os portugueses são, de facto, uns foliões. Queremos é pândega… e feriados (às terças e quintas-feiras, tornámo-nos especialistas na construção de pontes, para o futuro… imediato).

Todos os motivos, são motivos de festa. Até as eleições! Não discordo da motivação, apenas questiono o momento.
A festa, os festejos, a euforia, é o culminar de um processo coroado de sucesso. Assim, a lógica seria festejar o final do mandato.
Mas existem processos aos quais a lógica não deve ser aplicada, pois correr-se o risco de nada haver para festejar no fim. Tornou-se assim socialmente aceite, festejar por antecipação: casamentos e eleições. É mais seguro! Pois, independentemente do resultado final, os momentos de pândega, esses, já ninguém nos tira.

*Amarante está de parabéns, mas que grande “biqueirada nas nalgas” levou Avelino Ferreira Torres.
Quanto a Gondomar e Felguiras, proponho que o Estado Portugués lhes dé independência, ou então que indemnize os restantes portugueses por danos morais. Eu estou mesmo ofendido!

domingo, 9 de outubro de 2005

É desta que eu mudo de país!!!

Quando o povo gosta de ser roubado e enganado, e ainda por cima bate palmas e atribui responsabilidades politicas a quem foge e nega as condutas da democracia regente do nosso País... acho que só posso ter vergonha...
Não gostamos que nos chamem de coitadinhos, de pequeninos...mas estas são as atitudes que nos caracterizam!!!
Tempos mais tarde, lá voltaremos a ouvir: Coitadinho do Povo que lá foi enganado outra vez!!!
A verdade é que não tenho pena alguma de quem nessas personagens votou, pois como o mesmo povo diz: cada um faz a cama onde se irá deitar... e neste caso, só foi burro quem o quis ser...
É desta que eu mudo de país!!!
...



p.h.

O estado da nação: mentalidade política do Zé Povinho

"Eu vou-me candidatar à presidencia da republica!!"


Neste momento, ainda não se sabem quais os resultados finais das eleições autárquicas.
Apenas sei dois. Ambos os casos bastante mediatizados durante a campanha eleitoral.
De quem se tratam? Fátima Felgueiras e Isaltino Morais. Tanto um como o outro ganharam as eleições com maiorias absolutas.
E agora pergunto-me: mas que raio passa pela cabeça dos eleitores que os elegeram?
Fátima Felgueiras rouba a autarquia, foge à justiça, regressa triunfalmente a Portugal (com o cabelo pintado, plásticas feitas e roupas novas pagas pelos contribuintes), é recebida apoteóticamente em Felgueiras, qual Jesus ( J.C., esse bacano do camandro!) a entrar em Nazaré, monta em menos de uma semana a sua máquina de propaganda e é eleita com maioria.
Parece que agora em Portugal, para mostrar a inocência, primeiro foge-se durante uns anos e depois regressa-se. Assim provamos a inocência.
Já Isaltino Morais é um corrupto e ladrãozeco ao qual nada posso acrescentar.
Chama-se a isto o Síndroma de Robin Hood (Rabinho dos Bosques em português), modus operandi - rouba-se a autarquia o máximo possivel e mandam-se umas migalhas para os olhos dos eleitores, toda a gente fica contente e o autarca pode comprar o tal carrito xpto que há tanto tempo queria ou a tal vivenda numa área protegida...
Já estes, ficaram pelo caminho, perderam... Coitaditos.
Avelino Ferreira Torres, cacique com experiências de reality shows, candidato à câmara de Amarante... Quando soube que perdeu, honradamente deu as culpas a uma conspiração politica que envolve o F.B.I., nomeadamente os agentes Fox Mulder e Dana Sculy
Octávio Machado, técnico de futebol conspirativo, candidato do PSD a Palmela..( não me façam FALAR!!! É o SISTEMA!!!).
Elsa Raposo, socialite especialista em depressões mediáticas, candidata do PPM a Cascais.

Ultimamente tenho ficado preocupado, não tarda são as eleições presidenciáis.. O meu problema é que nenhum dos candidatos está como arguído em caso algum. Assim, nem eu nem os outros portugueses sabemos em quem votar.


Um pouco de poesia triste...


"Tivesse eu os tecidos adornados do céu,
Ornamentados com luzes d'ouro e prata...
Os tecidos azuis, indistintos e escuros da noite,a luz e os meios-tons,
espalhá-los-ia a teus pés...
Mas eu, sendo pobre, tenho apenas os meus sonhos.
Espalhei-os então a teus pés; pisa com delicadeza,
pois caminhas sobre os meus sonhos"


William Butler Yeats

quinta-feira, 6 de outubro de 2005

Manual para quem sai à noite!

Este manual pode salvar vidas!
Causas, efeitos secundários e soluções possíveis Derivados do consumo de álcool:

1. Sintoma: Pés húmidos e frios.
Causa: Estás a agarrar o copo com um ângulo incorrecto.
Solução: Vai virando o copo até a parte aberta ficar virada para cima.

2. Sintoma: Pés quentes e molhados.
Causa: Já te mijaste.
Solução: Procura a casa de banho mais próxima e seca-te.

3. Sintoma: A parede à tua frente está cheia de luzes.
Causa: Caíste de costas.
Solução: Posiciona o teu corpo 90º em relação ao chão.

4. Sintoma: Tens a boca cheia de beatas de cigarros.
Causa: Caíste com a fronha dentro do cinzeiro.
Solução: Cospe e enxagua com um bom Gin tónico.

5. Sintoma: O chão está desfocado.
Causa: Estás a olhar através de um copo vazio.
Solução: Enche o copo!!!

6. Sintoma: O chão está a mexer-se.
Causa: Estás a ser arrastado.
Solução: Pergunta ao menos para onde é que te estão a levar, caso seja para outro bar está tudo bem, no caso contrário, manifesta-te!

7. Sintoma: Reflexo de caras a olhar para ti através da água.
Causa: Estás no lavatório a tentar ir ao grego.
Solução: Mete o dedo (Na garganta)

8. Sintoma: Ouves as pessoas a falar com um estranho eco.
Causa: Tens o copo na orelha.
Solução: Pára de te armar em parvo.

9. Sintoma: A discoteca mexe-se muito, toda a gente está vestida de branco e a música já começa a ser repetitiva.
Causa: Estás numa ambulância.
Solução: Não te mexas; possível coma alcoólico.

10. Sintoma: O teu pai parece chateado e os teus irmãos olham para ti como se não soubessem quem tu és.
Causa: Ups! Casa Errada!!!.
Solução: Pergunta se sabem onde fica a tua.

11. Sintoma: Um enorme foco de luz do disco quase te deixa cego.
Causa: Estás a arrochar no meio da rua e já amanheceu.
Solução: Café e uma boa sorna.



Texto enviado por e-mail por Dri. Obrigado pelo contributo!

quarta-feira, 5 de outubro de 2005

É Morangos com o quê?

Hoje decidí ver um episódio de uma novela que até os meus amigos e toda a gente adora ver. Essa grande novela chamada "Morangos com Açucar".
Assim que liguei a televisão e mudei para aquele canal fantástico cujos noticiários são melhores que ir ao cinema, deparei-me logo com actores portugueses que não via na televisão há, no mínimo, 10 anitos. Ví tambem uma imensidão de jovens talentos, caritas larocas assim dizendo, cheios de muitos talentos que não a representação. Eu já ví chimpanzés com mais geito..ómessa..
Palavra, eles são bonitos e jovens mas quanto a representação são zero! Valha-me o santíssimo.
Vou fazer uma novela concorrente chamada "Melão com Presunto"... Como o bom gosto português anda, às tantas até pega e torna-se um sucesso.

P.s- É só para dizer que rápidamente mudei de canal e o meu mundo jamais foi o mesmo...

terça-feira, 4 de outubro de 2005

Premio rodapé da TVI... (Vol II)

Aqui vos deixo mais um apanhado de grandes clássicos do Rodapé!!!

-Os cães ladram e a caravana passa.
Comentário sobre uma noticia do Chelsea.

-Dá Deus nozes a quem não tem dentes.
Sobre prémios da Santa casa da Misericórdia

-A zanga das Comadres.
Sobre Luís Felipe Viera e o presidente do clube que veste de verde e branco.

Eu não digo que as frases nada tenham a ver com a notícia, mas para um serviço informativo, esperava frases menos...brejeiras!!!



p.h.
Os exemplos das frases foram roubados sem dó nem piedade, e não devolvo nada!!!

...Pisc4s...

A cada dia que passa a convicção de que os quatro piscas nos automóveis foi uma invenção de portugueses, ganha consistência... Não imagino de outra forma!

Se quisermos estacionar em cima de uma passadeira, vamos atrapalhar o trânsito dos peões, vamos estar a infringir...mas...se deixar-mos os quatro piscas, já não há problema!!!
Parar numa curva, pode ser perigoso, pode atrapalhar ou impossibilitar o tráfego...mas...se ligarmos os quatro piscas...não há problema!
Estacionar em segunda fila, numa rua de um sentido e impossibilitar a passagem de mais carros, era chato...mas se ligarmos os quatro piscas!!!
Estacionar em contra mão...quatro piscas!!!
Parar na auto-estrada para tirar fotografias...quatro piscas!!!
Fazer marcha-atrás na auto-estrada...quatro piscas!!!
Atropelar uma velhinha...quatro piscas!!!

Os quatro piscas, hoje em dia são como um aviso para os outros condutores, algo do tipo: estou a fazer merda, mas já te estou a avisar, por isso na boa!!!
São como que os branqueadores de muitas das asneiras praticadas nas nossas estradas.
Para muitos portugueses, se a ideia não foi nossa, é considerada sem dúvida a melhor invenção ANTES da roda... de certeza!!!


p.h.

No mínimo, infeliz...

Todos já devem ter visto a mais recente publicidade da Netcabo, cuja acção é passada numa rua de Lisboa onde se ouve uma senhora a chamar pelo filho...um tal de Obikuelo! Que subitamente vai aparecer frente ao computador, a navegar na Internet...
Uma ideia original e com algum sentido de humor, onde a largura de banda era representada pela velocidade do atleta. Uma publicidade forte, e com uma ideia bem imaginada!
O que me espantou no meio de tudo isto foi que o miúdo que aparece com o equipamento da selecção nacional, que representaria o atleta, é branco!
Quando todos sabemos que o Obikuelo é negro!!!!
Posso ter sido eu que não entendi o objectivo da publicidade, pode não ser propositado...Pode ser uma gralha!
Cada um tira as suas conclusões!
Para mim é, no mínimo, infeliz...


p.h.

segunda-feira, 3 de outubro de 2005

Premio rodapé da TVI

Hoje resolvi iniciar aqui uma nova rubrica, baseada no lindo sorriso da Manuela e no gajo que escreve as pérolas literárias que passam no rodapé durante o jornal...
Como tal será uma rubrica de humor negro, onde o humor corresponde ao gajo dos textos, e o sorriso da Manuela representa o resto...
È a forma de provar a existência de uma nova forma de jornalismo, que em tudo foi influenciada por esses grandiosos slogans noticiosos da TVI, uma escola que tem vindo a ganhar seguidores a cada dia que passa...
A essa nova corrente eu prefiro chamar “frases de merda”, mas isso sou eu!!!

Hoje deixo-vos como primeiro exemplo esta fabulosa primeira página de um diário da nossa praça:

“UMA NOVA PONTE PARA UNIR AS DUAS MARGENS!”
in Diario de Coimbra



p.h.

metáforas...

Para alem das famosas e desastradas metáforas utilizadas pelos comentares desportivos, o que mais me assusta são as utilizadas pelos nossos políticos...
Acho que é urgente a formação de um órgão regulador de Metáforas na nossa sociedade, alguém que as proíba...
Ter um ministro afirma que administração pública precisa de uma operação plástica, é a gota de água!

O que falta acontecer para que as pessoas se consciencializem deste flagelo?
Alguém escrever um livro com 136 Metáforas para serem utilizadas na política?!?!?!?



p.h.

domingo, 2 de outubro de 2005

A caça

Hoje, como acontece todos os anos, iniciou-se mais uma época cinegética. Abomino a razão da caça..
Sabem por que razão? Primeiro que os biólogos, os caçadores deveriam ser os primeiros a defender o meio ambiente e as espécies que caçam. É a razão do seu acto.
Eu era miudo e jamáis me esquecerei da imagem de um grifo (Gips fulvus) a morrer postrado aos meus pés em convulsões cravado de chumbos da arma de um caçador energumero. Se talvez fosse um humano compreenderia o seu sofrimento mas eu era uma criança completamente alienada do sucedido. Por mero acaso encontrei aquela altiva ave com 2 metros de envergadura de asa atada a dois eucaliptos, enquanto passeava com o meu pai ( tambem ele caçador não só neste continente, caçador em Angola de caça grossa, mas, contudo consciêcioso). Lembro-me de cortar as cordas com o meu pai que prendiam as magestosas asas daquela ave que sulcou céus que nós apenas conhecemos em sonhos. Nós o vimos preso e quase morto a duas árvores Eu chorei.
Chorei por ver um animal sofrer sem razão aparente.
Eu na altura não imaginava as complicações dos nossos actos, era apenas uma criança (se bem que eu e o meu pai nada de mal fizemos, libertá-mo-lo apenas para morrer. Penso que fomos o máximo de humanistas). Não gostei do acto de matar algo ao mesmo tempo em que era colocado à mercê do tempo lastimoso, era posto a sofrer por tempo indeterminado até que o Tanathos (o doce Tanathos ao invés do hipnos para ocaso daquela magestosa ave) o livraria do sofrimento impuro.
Isto porquê? Sabem porque existem moscas, escaravelhos? Abutres? Eu poderia falar até depois de amanhã acerca disto. Conhecem a célebre palávra até da própria bíblia? "Do pó viestes, para o pó regressarás.."
Eu sei que estou a ser muito filosófico, contudo existe uma coisa que jámais me vão explicar os caçadores..
QUAL O PRAZER DE TIRAR UMA VIDA POR MOTIVOS MERAMENTE DESNECESSÁRIOS?
Eu jamáis tirarei prazer de matar algo. Não existe necessidade disso. Palavra.Quem me conhece sabe que falo a verdade.
A razão de matar os animais hoje em dia?
É a razão de alguém frustrado há muito tempo de se julgar a algo a que se julga superior por razões absurdas.
Saímos da caverna há já tanto tempo....
A caça hoje em dia não é e jámais será uma necessidade.
Abomino a caça devido às minhas vivências.
Se gostam de caçar, jamáis se esqueçam do que fazem: sabem que o chumbo é extremamente tóxico onde quer que esteja? Sabem que existem espécies no nosso país que, se caçadas ou mortas apenas existem neste espaço que contudo, é minúsculo?
Enfim, fica a cargo da consciênica de cada um. Jamáis se esqueçam que durante um chamado período cinegético, não são apenas as espécies permitidas de morrer que se despedem, são ínumeras outras as espécies( muitas delas únicas), sulcaram os céus, os mares, os continentes bem antes de nós. Contudo, nós nos julgamos com o direito da heredeairiedade.
Por favor, pensem e julguem.
Não odeio os caçadores, apenas não compreendo os motivos de 95%.
Palavra