quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

domingo, 24 de janeiro de 2010

"Tenho talentos em várias áreas"

Luciana Abreu in Correio da Manhã

Pois. Também eu. E se há algo em que sou bom é em fazer nada. Mas é que sou mesmo bom e nota-se que faço nada com afinco e a maior mestria. Sou capaz de estar dias seguidos a fazer nada com a maior das perfeições. Qual Picasso ou DaVinci.
Contudo, não sei se tal qualidade inata me levará longe.

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

A ternura dos 10,5





sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Obrigado por este bocadinho.
O que conta é a intenção.
És muito porreirinha!

Digam-me qualquer uma destas frases e ficarei irritada, digam-me as três e terão um atestado de imbecilidade!!!

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Pensamentos Dispersos: cada vez menos fé na humanidade

O bronco e o tapado vive em estado de permanente inveja.

Quando falamos em extremistas religiosos a imagem que nos vem logo à cabeça é deu um tipo barbudo do médio oriente. Enganam-se. Hoje ouvi uma conversa muito curiosa de duas senhoras que usavam o uniforme nacional de viúva devota e cheguei a uma conclusão: as pessoas que vêm pecado em todo o lado é doente da alma, se querem que vos diga, dos intestinos. A condição básica do beato é a prisão de ventre crónica.

Aquele indivíduo que aparece nos anúncios do Pingo Doce a sorrir demonstra-me um estado de imbecilidade que a lesma já ultrapassou lá para o Plistocénico.

Este mundo não será destruído por uma bomba atómica. Morrerá de riso, de banalidade. Fazendo uma piada de tudo, e aliás, uma piada sem graça.

Como nos ensinou Freud, a mulher deseja o contrário daquilo que pensa ou declara, o que, bem vistas as coisas, não é assim tão terrível, porque nós homens, como nos ensinou o Calino, obedece em contrapartida aos ditames do aparelho genital ou digestivo.

Cada vez aprecio mais as pessoas malvadas. Maldade, malvadez, mesquinhês. Mas não imbecilidade. O imbecil ou bruto não pára para pensar nem para raciocinar. O mal pressupõe uma determinação moral, intenção e um certo pensamento. O imbecil age por instinto, como animal de estábulo, convencido de que está a fazer o bem, de que tem sempre razão, e orgulhoso por andar a lixar todo aquele que se lhe afigura diferente dele próprio, seja na cor, na crença, no idioma, na nacionalidade ou nos hábitos de lazer. O que é preciso neste mundo é mais gente verdadeiramente má e menos casmurros limítrofes.

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

facebook

Há qualquer coisa estranha no facebook. Vou começar pela farmville (é assim que se escreve?) Ontem disse a umas colegas que se deveriam inscrever no programa de jovens agricultores. Só ouvia os ratos a clicar freneticamente - estavam a plantar couves...
E depois há quem assuma que sabemos da sua vida, só porque a escancarou por lá. Mas a vida deles está entre centenas de vacas côr-de-rosa ou de chocolate.
Vou beber um copo de leite rosa e olhar para o mar que está no ambiente de trabalho e decidir o que raio vou fazer com aquilo, mas antes vou enviar uma sms às finanças, pagar as contas pelo telefone, marcar uma viagem à Patagónia nas Rotas do Vento e daqui a uma semana talvez fale com alguém que esteja a menos de 1m de distância.

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Diário

Terça, 5 de Janeiro de 2010

Caro Etelvino;

Hoje regressei a Évora. Jantei, arrumei s coisas no carro decidido. Sentei-me ao volante e dei à chave. O caro não pegou. Falta de bateria.

Por fim. Lá o consegui por a funcionar e fiz-me à estrada.

Cheguei a Évora. Tirei a tralha toda do carro e arrumei-a. Liguei o computador. Ouvi um estalo e cheirou-me a queimado. O modem berrou. Ok. Não posso jogar COD 6 online. Então vou ver um filme. Pois. Esqueci-me da pasta dos dvd’s na terrinha. Vou ver um filme do disco externo então. Pois…. Também ficou lá. Maravilha. Vou ver televisão então até ficar com o intelecto de um escaravelho e adormecer.

Ps- Amanhã logo pela manhã tenho que comprar uma nova botija de gás.

Quarta, 6 de Janeiro de 2010

Caro Etelvino;

Hoje logo pela manhã comprei a botija de gás. Montei-a e dormi mais um pouco. Acordei, despi-me e fui tomar banho. Fiz a minha mijada matinal no duche (se julgas que é porco, fica a saber que poupa 15 litros de água ao meio-ambiente e à carteira, logo, força com as mijas no duche- aliás, vou criar o movimento MNDPA- Mija no Duche Por Um Melhor Ambiente), abri a torneira e… não há água? Mas que "$!&# pá! Depois vim a saber que a câmara de Évora cortou o fornecimento devido ao alto teor de alumínio. No café da esquina disseram-me que a água só seria reposta daqui a 10 dias. O que até é porreiro. Se tiverem vista para o negócio, montam durante todo esse tempo uma feira medieval em Évora. Estou desejoso de ouvi “Água vai!!” enquanto andar nas ruas.

Por hoje é tudo. Não vou sair esta noite. Pelo sim pelo não. Ainda caio de costas e parto o marsápio.

sábado, 2 de janeiro de 2010

Crise A

2009 foi um grande ano! Não, não teve mais dias, nem mais horas, nem sequer foi bissexto. Vou recordá-lo para sempre como o Grande Ano da Crise A. Não há muito tempo aprendi uma grande lição, quem se queixa de problemas financeiros e de falta de dinheiro, não quer qualquer conselho de economia. Nunca, mas nunca tentem ajudar uma pessoa que apenas se quer queixar, mas que não o sabe fazer correctamente, ou pelo menos não o faz de forma clara.
Há umas semanas estava a almoçar com umas amigas e cada uma tomou a sua vez nos queixumes habituais. Preocupei-me genuinamente com uma das queixas, porque a entendi mal. Falava da sua falta de dinheiro e das dívidas e às tantas estava a falar na conta da manicure. Eu imprudentemente perguntei: "Porque é que não arranjas as unhas em casa?" Senti um frio correr entre os talheres e as digestões a parar.
Não era de falta de dinheiro de que se estava a falar, mas do desejo de ter mais. A proposta de uma poupança foi uma falha que não voltarei a repetir. (Ainda bem que não lhe disse que fosse a pé para o trabalho, o qual fica a 10 minutos de casa, penso que nunca mais me falaria)
Por isso, peço as minhas mais humildes desculpas.
Nota: Em minha defesa 50 € era quanto pouparia por mês.

2010- Já só faltam 2 para o 2012

Ok. Para 2010, uma vez que todos nós prometemos algumas coisas a nós próprios, eu prometo:
-Não invadir países que tenham petróleo;
-Não matar gatos conhecidos;
-Não comer mais do que me apeteça;
-Não chamar coisas ao Cláudio Ramos que ele não mereça;
-Escrever mais nos PFCAD;
-Começar a levantar o tampo da sanita para mictar;
-Pensar que os sapos também têm sistema nervoso e chega...