quarta-feira, 12 de dezembro de 2007

PRENDAS DE NATAL

Duas palavras: Michael Bolton! Há uns anos atrás ofereceram-me um cd dele. A minha vida mudou! A sério!!!! Nunca tinha vomitado tanto a tentar ouvir um cd. Mentira, nem sequer o tirei da embalagem, esperei que chegasse a altura da feira de discos para tentar impingir aquilo a alguém. Lembrei-me disto por causa do comentário da Dusty que referia pan pipes. O Michael é uma pan pipe humana. É de referir que a mesma pessoa me ofereceu, no ano seguinte, um livro da Rita Ferro. Como é que as pessoas nos podem conhecer tão mal? É fácil! É Natal, e há sempre quem se sinta obrigado a oferecer prendas. Este é um dos casos. Um amigo do meu pai dá dinheiro aos filhos para nos comprarem prendas e o meu pai fez isso umas quantas vezes comigo, mas como eu acabava sempre por lhes comprar vales cd ou livros, o meu pai decidiu que o melhor era mesmo dar o dinheiro directamente. O Natal é lindo!

4 comentários:

Trambolho ao Postigo disse...

Acho que o filho do amigo do meu pai é daqueles que oferece peluches com corações às gajas, porque como é sabido, não há nada que as gajas gostem mais do que peluches, isto e ouvir música romântica e ler livros parvinhos. Eu por exemplo tenho a minha cama cheia de peluches em forma de cão com olhos desmesuradamente grandes e durmo no chão só para não ter que os incomodar.

dusty disse...

Claro que quem te ofereceu um albúm de Michael Bolton não poderia desapontar-te no ano seguinte.
No Natal dos meus 10 anos o melhor presente que recebi foi do Sandes, uma Barbie lóra com indumentária rosa-choque. Quando fiz 23 anos o melhor presente de todos foi dado pelo Sandes, uma t-shirt rosa-choque dos 4Taste. Está guardada com muito carinho e vou usá-la para estrangular do Sandes com muito carinho.

Estela disse...

Bem acho que vou trocar a prenda que te comprei... pensei que gostasses de Paulo Gonzo.... Talvez troque por um CD dos Il Divo, ou João Pedro Pais...

Trambolho ao Postigo disse...

Dusty eu tenho a teoria de que as pessoas oferecem aos outros o que gostariam de receber, há uma repetição da côr que pode querer dizer alguma coisa!

Obrigadinhos, conheces tão bem os meus desgostos... já agora qualquer coisa transformada em canto gregoriano oh faz favor!