terça-feira, 4 de dezembro de 2007

Viagens

"O ruim sou eu, o burro sou eu?" "Porque non te callas?" "O que é que é preciso fazer para nascerem mais crianças em Portugal?" isto são perguntas razoáveis, agora uma pessoa vai na rua à hora do jornal da noite, o prime time, a hora do primo e portanto ruas desertas. Desertas não, porque há um trambolho que fura a escuridão. Mas não está só, alguém sai de uma cabine telefónica e a sua voz mata o silêncio: "ó senhora, senhora! Podia dizer-me qual é o dia de hoje" " Sim hoje estamos a ... (não me lembro em que dia é que isto foi, mas foi em Novembro)" Como fez um ar de estranheza acrescentei que era segunda-feira, agradeceu e voltou para a sua máquina do tempo, digo para a cabine telefónica. Juro que se me tivesse perguntado o ano eu teria ido com ela na sua viagem. E não é que dois dias depois o meu vizinho de cima encontra-me nas escadas e pergunta-me o mesmo. Acho que estou muito perto dos portais do tempo, mas é preciso ser toxicodependente ou esquizofrénica para os encontrar.

5 comentários:

dusty disse...

Trambolho estás com síndrome de Donnie Darko. Stay away from the giant rabbit!

Sandes de Choco c/mortandela disse...

AHAH!!! Afinal voltastes! Eu sabia que não podias passar sem nós!!

Trambolho ao Postigo disse...

Ainda não tive o prazer de ver o Donnie, mas ri bastante a ver a apresentação. Aquele giant bunny rabbit mete medo a quem????

É verdade eu tentei deixar-vos, mas vocês já fazem parte da minha vida, não consegui. O problema não são vocês, sou eu, precisei de um tempo, juro que não vos traí, precisei de espaço, vocês perdoam-me?

A verdade é que estive outra vez internada e lá não podemos ter contacto com o exterior! Afinal já é possível enviar droga via e-mail, e todos os cuidados são poucos...

dusty disse...

I'm glad you came back.
O Donnie Darko é um grande filme e tem uma OST e um 'score' fenomenais. Não deixes de ver por causa da ideia do coelho, que é mais surreal que parodiável.
Agora não pude deixar de me lembrar do 'killerrr rabbit'dos Monty Pyton, 'with big, pointy teeth'! Aquele peluche ensanguentado dá cabo de mim.

Trambolho ao Postigo disse...

Resolução de ano novo, não negar à partida um filme que se desconhece!

Os Monty fazem tão bem, é daquelas coisas que se vê trezentas vezes e se ri sempre!