segunda-feira, 22 de outubro de 2007

David

Conheci o homem mais extraordinário do mundo, é um galês de 73 anos com ares de Van Gogh e um sorriso sem idade. É um rapaz de barba e cabelos brancos, de iniciativa imparável e de uma ideologia prática a imitar! Admiro-o profundamente e era capaz de ficar horas a ouvi-lo. Lamentavelmente é muito bem casado e eu nasci tarde demais, mas que importa isso tive a sorte de o conhecer e de aprender três coisas com ele: sorrir, mesmo enquanto se espera, acreditar no trabalho sempre e que a melhor forma de viver é através da generosidade.

4 comentários:

Trambolho ao Postigo disse...

Passarinhos e leitores:
Este é provavelmente o meu último post neste blogue e não queria despedir-me sem antes dizer muito obrigada pelas largas gargalhadas que me ofereceram.
Já sabem mi casa és su casa
Um abraço ruivo
Ana

dusty disse...

v.v

Sandes de Choco c/mortandela disse...

Não nos podes abandonar Trambolho!! Olha que assim ainda fazemos uma visita ai a Lagues em jeito de raid e levamos catanas, fisgas e canivetes para te intimidar! Os Passarinhos são piores que as máfias do leste!
Não vás...

Trambolho ao Postigo disse...

Acho que eu estava a invadir o blogue de mim, já não conseguia fazer textos como o CSI Odeáxere, só falava de coisas minhas e acho que isso não deve ter muito interesse para as outras pessoas...

Serão sempre bien venidos a LAGUES, mas não vos sabia uma máfia? Isso significa que dentro em breve acordarei banhada em sangue e com a cabeça de um cavalo?