quarta-feira, 4 de julho de 2007

Em busca de alguma lucidez

Depois das estações de comboios e outras paragens de transportes públicos, onde há mais gente demente é no resto do mundo...
Após uma hora (ou assim me pareceu) a ter um monólogo com um homem de discurso absolutamente esquisofrénico, fiquei exausta, tamanho foi o esforço para tentar encontrar ligação entre cada assunto. "No outro dia li um que quanto à forma me pareceu mais importante no enfoque da violência e depois recolhi sete sacos de papel..." e eu a ouvir e à espera que ele sacasse da sua motosserra portátil e me cortasse às postas.
Quanto ao meu vizinho de cima depois de uma temporada de internamento forçado voltou pior... E eu se acreditasse nalguma coisa rezaria para nunca ficar assim.
Loucura sim! Demência não por favor!

1 comentário:

srdopetroleoouomedoriuéamemacoisa disse...

Força! Não desistas agora.
Luta por ela até ao fim!