sexta-feira, 23 de março de 2007

Para que servem os telemóveis ou o ódiozinho crescente!

Eu odeio telemóveis! E cada vez mais.
Fizeram-me algum mal? Não sei, talvez, se a história das ondas for verdadeira, mas vendo bem, mesmo que isso seja verdade eu devo ser das pessoas menos afectadas, pelo pouco uso que dou àquela coisinha.
Claro que lhe vejo muita utilidade especialmente no que se refere à emergência médica, à alerta de incêndios e ao facto de, à falta de melhor, puder ser utilizado como arma, se bem que os antigos seriam bem mais eficazes...
Convido-vos a fazer uma experiência. Combinem com uns amigos um encontro num sítio qualquer, a uma determinada hora. Vão para esse sítio qualquer à hora determinada. Nos próximos minutos garanto-vos que vão receber mensagens e telefonemas a dizer: "olha estou atrasado"; "pá afinal não posso ir fica bem"; "atrasei-me bué mas conta comigo". Há uns anos atrás se calhar ficávamos pendurados na mesma, mas agora a regra de boa educação não é chegar a horas, mas avisar que estamos atrasados.
Não carrego o meu telemóvel desde Setembro e disse isto ontem a duas amigas que ficaram com ar de quem ouviu uma revelção de novela norte-americana.
Há 10 anos vivia muito bem sem este objecto e hoje também! Só ainda não me desfiz dele porque estou à espera de umas notícias, mas assim que as tiver adeus objectozinho parvo!

3 comentários:

linfoma_a-escrota disse...

é verdade que metem nojo, guardamos lá milhoes de merdas, damos-lhes uma importancia desmesurada, há kem tenha um de cada rede e depois perdemo-los, constantemente, é verdade que eram todos os mais merdosos de ecrã verde, mas porra, já devo ter perdido uns vinte e dps vive-se no limbo, tracção e repulsa de comprar um novo, voltem os beeps e as cabines, o morse e os pombos correio....


WWW.MOTORATASDEMARTE.BLOGSPOT.COM

dusty disse...

Também a mim me desagrada a praga, 'coleccionar' ou gastar milhares em telemóveis parece-me ridículo. No entanto também reconheço que é muito útil, pela facilidade de comunicação que permite. E para tal tanto serve um de 50 como de 500 euros.
Eu sou aquela pessoa que chega sempre atrasada às aulas e aos exames e muitas vezes me valeu o telemóvel para saber 'qual era a sala'. Isto compensa as vezes em que me apeteceu atirá-lo ao rio.

luali disse...

sim, tens toda a razão!tb n gosto nada de andar sempre com esse objecto atrás!por vezes saio de casa sem ele e nem quero saber...
e essa regra q referiste é mesmo verdade,incrível!
tem vezes q o telele toca e só lá vou mais tarde,como se nada fosse... tem vezes q me esqueço! n gosto de estar agarrada e sentir-me dependente daquela coisa... grrrr