segunda-feira, 7 de janeiro de 2008

Crie aqui a sua conta PPR!

É meu hábito ver o telejornal da 2. Da 2 por várias razões entre as quais destaco duas: Não estou a jantar e posso estar mais atento. É apenas meia hora e por isso as noticias são sintetizadas e resumidas ao que realmente interessa não aparecendo a tal noticia de que fulano e sicrano do Jet7 teve um filho ranhoso, comprou uma casa no Kurdistão ou que fez uma plástica ao melhor estilo do pseudo-jornal 24Horas.
Contudo, tenho andado apreensivo. É rara a semana em que algum banco português não vem à baila e se descobre que está atulhado de trafulhices, sacanices e afins tão comuns ao povo português e às quais já estamos mais que habituados. No entanto, a televisão continua atulhada de anúncios a bancos com figuras conhecidas a venderem a sua imagem e a dizerem a alto e bom som: é aqui que guardo o meu dinheirinho! Este banco é o meu porquinho mealheiro.

Agora pergunto-me: terão eles mesmo dinheiro guardado no banco? É que se não têm, deveriam ser obrigados. Nem que fosse à porrada. Porque todos sabemos que não há nada que um valente par de lambadas não resolvam. O Mugabe que o diga.

1 comentário:

Trambolho ao Postigo disse...

Há uns tempos a Dalila Carmo dizia na rádio que o melhor que lhe podia acontecer, em termos financeiros, seria ser convidada para fazer um anúncio de um banco. E eu compreendo, mas mesmo assim há gente que aceita fazer qaulquer coisa ou assim parece.