quarta-feira, 19 de março de 2008

EMPREGO II - O Padrinho


Há muito ruído de comunicação numa cidade pequena. Ontem fui informada que fui a uma entrevista e que o emprego é meu. O que é interessante é que eu não fui à dita entrevista, nem sequer me tinha candidatado a esse emprego. Hoje dizem-me que não preciso ser entrevistada. Querem oferecer-me o emprego via cunha. Não muito obrigada!
"Quando encontrares um porquinhe ata-o com um baracinhe!" Traduzindo de algarvio para português- agarra as oportunidades! Não é orgulho é consciência social. Ninguém se importa com as pessoas que foram de facto à entrevista, que têm certamente muito mais experiência do que eu? Não entendo...