domingo, 16 de março de 2008

JUNO


Diverti-me muito a ver este filme. O humor fez-me lembrar a Temporada de patos, apesar do ritmo ser totalmente diferente. A actriz Ellen Page é fenomenal. Os diálogos estão tão bem escritos que acho difícil não se gostar. Gostei sobretudo da não explicação de tudo que é tão comum no cinema americano.

4 comentários:

dusty disse...

Se pudesse ‘postar’ neste blog provavelmente já teria falado sobre a ‘juno’. Vale-me a Trambolho : >
Já vi o filme há algum tempo mas não me canso de falar dele. Para além da maravilhosa Ellen Page, e do argumento com diálogos mirabolantes, tem uma banda sonora muito bonita, com muitos nomes ‘antiguinhos’, orientada por uma cantora folk, Kimya Dawson. As músicas dela são muito simples e bonitas. A fotografia e o ‘artwork’ são fantásticos. ‘It all started with a chair. It ended with a chair’. É indie e o indie é isto mesmo, é bonito.

Trambolho ao Postigo disse...

Ora vamos lá a resolver a tua guerra com o blogger de uma vez por todas. Eu venci o monstro ao criar um novo mail e trocá-lo. Não sei se o problema será o mesmo, mas tenta!

Já agora, não tem nada a ver, mas como foste tu que me apresentaste a Cat Power é só para dizer que ela vem a Lisboa a 26 de Maio! Adoraria ir, mas espero nessa altura já estar a trabalhar...

Multifuncional disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my blog, it is about the Impressora e Multifuncional, I hope you enjoy. The address is http://impressora-multifuncional.blogspot.com. A hug.

dusty disse...

Pois eu já tentei também mas dá erro, 'reactivei' a conta de e-mail mas o blogger não 'recponhece', o tipo deve ser misógino. v.v
já sabia da cat power : > obrigada. fui vê-la ao porto em dez. de 2006, era um amor antigo. pelo mesmo motivo que tu não sei se poderei ir ao concerto este ano. No mesmo dia vêm a coimbra as 'cocorosie', ao tagv. elas têm 3 albuns, o mais antigo é adorável, 'la maison de mon rêve', de 2004. oiço-o desde então e continua a ser bonito. :>